domingo, 11 de março de 2012


Fico deitada, a sentir a água tocar no meu corpo, sabe-me bem, fecho os olhos. De repente sou projetada para outro lugar, para a tua cama, para o teu corpo quente, os teus olhos olham para mim, e de repente sinto-me tentada a tocar no teu corpo. Não existe mais nada, apenas nós, naquele espaço só nosso.
Toco-te na pele, e sinto o teu cheiro. Tu sorris, e prendes-me fortemente a ti. O teu calor é irresistivel, não te quero deixar. Sabe-me bem estar contigo.
Fazemos amor ali mesmo, muito amor. Porque basta isso para sermos felizes. É assim que te tenho dentro de mim, que sei que és meu, que não vais a nenhum lugar, que estás ali por mim, por nós. Cada movimento, cada espaço entre nós, cada olhar, cada beijo, cada suor, é só nosso. É ali que somos perfeitos, é naquele momento que todas as hesitações vão embora, todos os medos, os receios.
[ de repente acordo..]
E apercebo que apesar de um sonho, somos um do outro sempre.

sábado, 10 de março de 2012


Precisava de um banho,
um banho que me limpasse não só o corpo, mas também a alma. Um banho que me fizesse esquecer tudo á minha volta. E me deixasse pensar apenas em mim.
Senti a minha pele quente, molhada. Estava a descontrair. Demorei o tempo suficiente que precisava para mim, não havia barulho, apenas o barulho que eu própria fazia, de resto não havia mais ninguém ali. Peguei numa toalha e sequei-me, de repente, olhei para o espelho, estava nua, e estar nua implica lidarmos com o nosso próprio corpo, ali não há falsidades, apenas nós mesmos reflectidos num simples espelho de casa-de-banho.
É horrivel, quando olhamos para nós e nos sentimos fora de nós mesmos. Parecemos monstros no nosso próprio tempo e espaço, pensei para mim mesma: Tens definitivamente de correr mais. Fiquei ali uns segundos, a ver aquela “personagem” que nem parecia eu.
Estava decidida a mudar, não a deixar de ser eu, mas a deixar este corpo, pesado, gordo e repugnante. Era assim que me sentia, por isso, nada importava a não ser o que pensava.
Quando não nos aceitamos mais, fica mais dificil de aceitar a realidade onde vivemos. Por isso, estava pronta.
A minha dieta, iria trazer resultados, a algo que eu queria atingir, mas definitivamente a algo que queria ser.

O senhor “rabugento” veio visistar-me ontem, não parecia estar nada de bom humor, tivémos uma discussão muito feia, porque ele disse-me que se queria apoderar do meu corpo, eu bem tentei dissuadi-lo da ideia, pois não queria que ele me pegasse a sua rabugisse.
Mas foi então, que ele (sem eu ter previsto), saltou para dentro de minha barriga, e lá quis ficar. E como eu já tinha dito anteriormente, lá fiquei rabugenta também.
Não quis pensar mais no assunto, se eu lhe pedisse para sair, ele não ia aceitar o meu pedido, portanto, deixei-me ficar.
Hoje acordei, e vi que ele tinha adormecido e eu parecia mais bem humorada, mas foi então que ele acordou, e eu fiquei outra vez toda enjoada. Enfim, fico á espera de algo realmente feliz, para que ele salte fora de mim.

quinta-feira, 8 de março de 2012



Uma mulher não se mede pela sua altura, mede-se pela sua coragem, pela sua devoção, uma mulher ama quando tem de amar, protege instintivamente, e cria laços como mais ninguém o faz.
Uma mulher, sabe que é catalogada neste mundo, tem noção que o mundo previligia os homens, e mesmo assim mantém o seu lugar, a sua postura. Uma mulher apoia o seu homem, fica do seu lado, mesmo que para isso não veja o seu nome reconhecido. A mulher respeita, é forte, é humana. A mulher quer amor, sobretudo carinho e lealdade, a mulher sofre com as suas dores, e as dores dos outros. A mulher é mãe, e ao mesmo tempo sabe ser amante. Uma mulher gosta de se sentir bonita, sexy, gosta de elogios, e de momentos felizes.
Feliz dia ás mulheres em todos os dias desta vida.

Porque por trás de um homem, existe  sempre uma grande mulher. <3 


quarta-feira, 7 de março de 2012


Gosto das folhas duras, quebradas, com rastos de antigo, gosto do cheiro, do barulho quando viramos as páginas. Gosto de ter um livro á cabeceira, e de ler quando me vou deitar.
Gosto principalmente da história, das personagens, de frases que me prendam o olhar e a imaginação. Gosto que as frases por vezes não façam sentido, que me obriguem a pensar.
Gosto de algo diferente, de algo novo, algo que não se consiga encontrar em mais lado algum, gosto das letras pequeninas.
Gosto especificamente, de certos autores, ou de novos, são esses que trazem sempre um certo mistério ás histórias.
Gosto de sentir os livros, todas as paginas, de chegar ao fim, e perceber que tem sempre outro fim do que eu imaginara.


Gosto de livros, e tu de que gostas?

terça-feira, 6 de março de 2012


Bailarino..

Ver-te dançar, faz-me sonhar, faz-me levantar os pés do chão, os teus gestos, os teus passos, são esses que eu sigo. Toda a gente comenta, toda a gente te diz o que queres ouvir, até porque tu mesmo queres ouvir o que as pessoas têm a dizer. Eu ouço, e limito-me a ficar calada, fico-me pelo brilho nos olhos, porque nada do que eu possa dizer, vai alguma vez reconfortar-te. Não são as minhas palavras que vais procurar, é o meu orgulho por ti, é a minha admiração, o meu respeito, porque o resto, tudo, vão ser apenas simples palavras comparadas com aquilo que fazes. Por isso limito-me a ser eu, acompanhar-te, a cativar-te com a minha força, a estar lá, por ti, para que saibas que eu me importo, mesmo que doa por qualquer motivo, por não ser eu enrolada nos teus braços,ou por ter demasiado vergonha de dizer-te isto nos olhos, para que em circunstância alguma gozes comigo.

Estou lá para ver-te dançar, ver-te teres os teus minutos de fama, e esperar que depois, de toda a confusão, de todas as palavras , depois de todo o apoio e gritos, esperar que voltes para mim. É esse o meu motivo e a minha razão. Mais nada. Tens muitas pessoas, mas nada se comparará alguma vez á minha espera.

E no fim, de tudo, sempre tenho os meus sonhos, onde nesses serei sempre a tua bailarina, aquela que rodopiará á tua volta e te seguirá para onde quer que fores.

Até lá, espero sempre por ti bailarino.

segunda-feira, 5 de março de 2012